domingo, 8 de março de 2015

[Aquisições] Collection Haul 2015 – Parte 3 / B


Esta postagem é uma continuação de "Collection Haul 2015 Parte 3 / A". Nela está a lista completa das aquisições. Aqui continuo os comentários sobre cada item comprado. 







A Companhia Das Letras está arrasando no projeto gráfico das reedições das obras de Carlos Drummond de Andrade e Vinicius de Moraes. Fiquei muito feliz por ela ter obtido os direitos autorais de Drummond que é um dos meus autores brasileiros favoritos. A Caixa Drummond reúne quatro títulos da obra do autor: “A Rosa do Povo” e “Claro Enigma” (poesia), “Contos de Aprendiz” (quinze contos) e ‘Fala, Amendoeira” (crônicas). Os livros são tão lindos! Tem várias fotos do autor. Eu já comprei, inclusive outro livro dele: “O Amor Natural” que li na época em cursava Letras, quando estudava a disciplina “Erotismo na Literatura”. Ah, a ilustração da caixa é uma reprodução de “Retrato de Carlos Drummond de Andrade” de Candido Portinari.





Martha Medeiros é uma das minhas autoras nacionais preferidas. E eu não pude resistir quando vi a Caixa Especial Martha Medeiros – Coleção Crônica com os livros “Paixão Crônica”, “Felicidade Crônica” e “Liberdade Crônica” (L&PM). A caixa é um pouco frágil, mas é melhor tê-la do que comprar os livros avulsos. As capas são bem coloridas e cada volume reúne 101 crônicas organizadas segundo o tema do livro.





A caixa Uma Seleção do Melhor de Vinicius de Moraes Em Prosa e Verso contém “Livro de Sonetos”, “Poemas Esparsos”, “Para Uma Menina Com Uma Flor” e “Para Viver Um Grande Amor”. Companhia Das Letras está fazendo um excelente trabalho nessa reedição da obra de Vinicius. Assim como os livros de Drummond, também tem várias reproduções de fotografias do autor. Vinicius é um dos primeiros autores que li, quando tinha seis anos. Sua poesia ficou gravada em minha memória. Além disso, ele é um dos autores que li (os sonetos), quando prestei vestibular para Letras, na época em que ainda havia a seleção de obras na prova de Literatura. Um autor inesquecível.





Tive contato com a poesia de Paulo Leminski depois que saí da Universidade. Não me lembro de ter lido nada dele antes disso. Talvez eu tenha lido algum poema solto em algum livro didático... Mas não me lembro qual. Como eu não tinha nenhum livro do autor, resolvi comprar a caixa Leminski 70 anos com os livros “Toda Poesia” e “Vida” que contém quatro biografias escritas pelo autor: Cruz e Sousa, Bashô (adoro!), Jesus e Trótski. Essa edição é da Companhia Das Letras e só tem um defeito: a caixa não é durinha como a de Drummond e a de Vinicius.




As edições da Cosac Naify são um show. Além disso, a editora tem desconto de 50% para professor! Gente, eu sou apaixonada por Literatura Fantástica. Já fiz até trabalho acadêmico sobre a obra de José J. Veiga, cuja obra está sendo reeditada pela Companhia Das Letras em capa dura e está um espetáculo! Saraiva, “please” mande logo os meus livros que já comprei há “um século”: “Os Cavalinhos de Platiplanto” (que eu tanto amo) e “A Hora dos Ruminantes”. Borges é um dos meus autores estrangeiros preferidos! Antologia da Literatura Fantástica reúne textos de diversos autores, tem capa dura, borda das páginas na cor azul, fita marcadora e fonte também na cor azul.

Eu adorei quando abri o livro e vi que o primeiro texto é de um autor japonês que eu nem conhecia (a não ser pelo livro kappa que eu tinha incluído na minha relação de desejados da editora Estação da Liberdade): Ryunosuke Akutagawa que é simplesmente considerado o “Pai do conto japonês”. Nessa antologia tem um conto intitulado “O gato” e uma série de textos de autores que amo, amo, amo como Edgar Allan Poe. Preciso ler “pra ontem”!








Outra caixa maravilhosa para compor a minha coleção de livros teóricos é “História da Literatura Ocidental” com 10 Volumes de Otto Maria Carpeaux: 1 – A Literatura Greco-Latina; 2 – A Idade Média; 3 – O Renascimento e a Reforma; 4 – O Barroco e o Classicismo; 5 – O Iluminismo e a Revolução; 6 – O Romantismo; 7 – O Realismo, O Naturalimo e O Parnasianismo; 8 – Fin du Siècle; 9 – O Modernismo; 10 – As Tendências Contemporâneas. Ganhei de presente do meu marido. Leitura urgente também!










Para conhecer melhor a poesia de Manoel de Barros, adquiri a Biblioteca Manoel de Barros com 18 títulos: “Poemas Concebidos Sem Pecado”, “Face Imóvel”, “Poesias”, “Compêndio Para Uso dos Pássaros”, “Gramática Expositiva do Chão”, “Matéria de Poesia”, “Arranjos Para Assobio”, “Livro de Pré-Coisas”, “O Guardador de Águas”, “Concerto a Céu Aberto Para Solos de Aves”, “O Livro das Ignorânças”, “Livro Sobre Nada”, “Retrato do Artista Quando Coisa”, “Ensaios Fotográficos”, “Tratado Geral das Grandezas do Ínfimo”, “Poemas Rupestres”, “Menino do Mato | Escritos em Verbal de Ave | A turma” e “Infantis”.



“The Four Horsemen of The Apocalypse” e “The Strain” são duas graphic novels adquiridas pelo meu marido, sendo que a segunda ele me deu de presente, pois sou fã da série. Eu não li a trilogia, mas pretendo um dia. Parece que a Rocco publicou os livros. Depois eu dou uma conferida.



“The Four Horsemen of The Apocalypse” tem capa dura e 256 páginas. Contém também os seguintes extras: galeria com pôsteres e capas das edições, arte conceitual das personagens, imagens com protótipos da linha de figures não lançadas, imagens do jogo (videogame), material sobre a produção: roteiro e esboços, uma seção intitulada “mistério” (uma espécie de “easter egg”) sobre as letras vermelhas espalhadas ao longo da história e símbolos e nomes de demônios escondidos no plano de fundo, além de biografia dos escritores e dos artistas envolvidos no trabalho.



“The Strain – Book One” reúne os volumes #1 ao #11. É um encadernado de capa dura em tamanho grande contendo 273 páginas. O segundo livro está com data de lançamento prevista para maio deste ano. Talvez eu o leia só depois de ler o livro original.





Essas figures do Gyuumaou e do Trunks fazem parte de sete figures que ganhei de aniversário do meu marido. Algumas foram compradas um pouco antes da data e até hoje nada de bonequinho. Eu sou até bem paciente quando se trata de esperar encomendas internacionais. Porém, eu já estou entrando no nível desespero, pois algumas já passaram e muito da data limite prevista para entrega. 

Talvez o volume de compras no final do ano passado e no início deste esteja dificultando a triagem. Acho que nenhum desses pacotes foi tributado, pois como se sabe “notícia ruim chega rápido” e todas as encomendas tributadas são as primeiras a serem despachadas. Por exemplo, comprei Zombicide há uns quinze dias ou um pouco mais... E já chegou! Foi liberado sem tributação. Já as minhas figures devem ter caído no limbo das encomendas em Curitiba. O jeito é esperar, esperar e esperar...



Esse é o lindo guarda-chuva que foi taxado pelo dobro do preço! Isso mesmo! Um mero item que foi comprado por uns 30 dólares, foi tributado em 60. Um tiro no bolso. Eu ia recorrer, pedir revisão pelo menos... Mas depois das coisas ruins que li, sobre a demora na resposta, pedidos negados e até mesmo multa e pagamento de taxas por tempo de armazenamento do pacote nos Correios...

Resolvi desistir de tentar. Também não ia deixar voltar, pois desconfio que isso não volta para o remetente. Paguei a maldita taxa de resgate. Está ficando cada vez mais complicado para o bolso do brasileiro importar qualquer produto que seja. O desespero dos fiscais da receita está tão grande que estão tributando até encomenda com livros, segundo relatos que li pela internet.




Eu esqueci de comentar no outro "Collection Haul", em que postei a versão de Date Masamune, que a loja Tokyo Otaku Mode enviou em cada caixa a nota fiscal do pedido dentro de uma pasta muito bacana contendo também um cartão de agradecimento e um bottom. 



O livro 1 Litro de Lágrimas devia ter vindo junto com o mangá, pois os dois foram comprados juntos na Livraria Cultura. O Livro estava sob encomenda (se não me engano) e então eles fizeram envio de remessa parcial. A Amazon também tem esse sistema de envio. Já a Saraiva... Ela só manda a encomenda inteira. Se estiver faltando um livro do pedido, ela não envia de jeito nenhum.






Por último, os cinco volumes de comics de The Witcher. Bom, eu não li, não sei quando vou ler. Os quadrinhos são dele e assim que eu der uma olhada com calma, posto por aqui. Eles são bem fininhos e foi um pouco difícil de encontrar para comprar. Acho que na editora ainda tem para vender.

Bom, por enquanto, é isso. Assim que tiver outro tempinho, trago mais novidades! Ah, "Feliz Dia da Mulher" para as leitoras do blog! 

~Nana~

8 comentários:

  1. Bah!

    Eu tenho essa caixinha do Drummond e vou cometer uma heresia aqui: Não consigo gostar da poesia dele. Gosto de algumas coisas, claro, mas quando li "Claro Enigma" fiquei com a cara de: Hummm, não é pra mim. O mesmo em "Sentimentos do Mundo". Prefiro Drummond na prosa. (Professores do meu Brasil me matando ao ler esse meu pequeno relato Herético.)

    Do Akutagawa eu li um conto chamado "O Lenço", que está inserido no "Contos Modernos Japoneses" lançado pela USP. Eu não gostei muito não, confesso, Preferi um chamado "A Partilha" do Shimazaki Tōson.

    Tô pensando em roubartilhar a tua ideia da imagem n° 1 com as aquisições! Morro de preguiça de tirar foto pra colocar no blog, aquela estará tudo ali, tão mais simples! Posso?

    Adorei tudo.
    Ps: Inveja branca dessas Figure Action, tu as compra onde? Vem certinho? Já foi taxada?

    Besos!
    Jon

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jon! Tudo bem?

      Que pena que não gostas de Drummond. Mas gosto é algo mesmo muito pessoal e não deves te obrigar a ler um autor cujo estilo não te agrada o bastante. Engraçado que Drummond é mais conhecido como poeta do que como contista, por exemplo.

      Sobre Akutagawa, por não ter lido nada dele ainda, não tenho uma opinião formada. Quando eu tiver lido pelo menos o conto que eu mencionei do livro "Antologia da Literatura Fantástica" direi o que achei da escrita dele. Vou procurar esses textos que tu mencionaste.

      Sobre o formato de imagem, não tem problema. Tu podes sim fazer também dessa forma. Eu faço a edição desse tipo de imagem aqui (em "Collage"): http://apps.pixlr.com/express/
      Fique à vontade. Por falar em blog: quando vai atualizar por lá?

      Compramos as figures de diversas lojas, mas essas foram adquiridas via eBay (por vendedores confiáveis). Elas chegam direitinho e até dentro do prazo estipulado. Porém, ultimamente, com o novo sistema de tributação da Receita, todas as encomendas estão sendo fiscalizadas. Então, o tempo está espera está "uma eternidade" (quase dois meses e meio já). Mesmo assim, até agora, não fui tributada em nenhuma dessas de Dragon Ball que eu me lembre...

      Obrigada mais uma vez por tua visita e por teu comentário! Abraço!

      Nana

      Excluir
    2. Eu estou passando esse mês escrevendo/organizando o que postar no blog, por isso da demora. Quero comentar alguns animes/filmes/exposições que achei interessante, mas ta tudo no "planejamento" ainda. (Ter blog dá trabalho, mas é uma delícia!)

      E eu tenho que tomar vergonha na cara e começar a tirar fotos para postar, da uma inveja boa ver teus posts todos organizadinhos. sz

      Obrigado pela ajuda com o pixlr!! Vai ajudar imenso. Pó dexâ que assim postar as fotos já coloco da onde tirei a ideia e deixo o link pro teu blog lindo!

      Ps: Essa nova edição das Obras do drummond são as coisas mais lindas mesmo! Pretendo terminar a coleção e ver se consigo me apaixonar por algum livro de poema dele. Pra ser sincero, tenho um amorzinho pela Ana Cristina César e os Poemas do Bukowski (que ta todo famosinho ultimamente, acho um barato). Creio que os autores marginais me encantam mais.

      Abraço!

      Jon

      Excluir
    3. Ana Cristina Cesar?! Que surpresa boa! Eu conheci a poesia dela há uns 10 anos. Li "A Teus Pés", "Inéditos e Dispersos" e "Correspondência Incompleta". Todos livros emprestados de uma professora orientadora, e que já estão há algum tempo em minha lista de desejados.

      Bukowski, comecei com "Mulheres", então não tenho a menor noção de como é a poesia dele. Por onde começo? De Literatura Marginal, eu gosto muito de Rubem Fonseca, outro autor cuja obra completa pretendo adquirir um dia. No momento, estou empenhada na aquisição das obras das mulheres escritoras que mais amo: Clarice, Lygia, Hilda e Agatha. Eu adoro essas em todos os sentidos: temas, estilo, etc. Há outras (como a Cecília Meireles, Cora Coralina, Marina Colasanti, etc.), mas ficarão para mais adiante.

      Que bom ter te ajudado! Assim que tiver post novo no teu blog, estarei lá! Abraço!

      Nana

      Excluir
  2. Parabéns pelas aquisições, eu tenho uma caixa do Otto Maria Carpeaux aqui lançada pela Livraria Cultura, é tão densamente rica que eu tenho dificuldades em ler, pois a toda hora fico buscando referências e não saí do primeiro volume, são quatro ao todo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Essa caixa com quatro livros de Carpeaux sobre a "História da Literatura Ocidental" é aquela que parece uma maleta? É sensacional! Eu nunca imaginaria que tu tens esse tipo de livro teórico.

      Excluir
    2. Isso, é uma caixa com um visual bem elegante. Eu gosto muito do jeito que o Carpeaux escreve, é compreensível e sofisticado.

      Excluir
    3. É uma obra cheia de referências. Comecei a ler o volume 1. Talvez eu vá lendo em paralelo com alguma obra citada. Estou pensando em ler Ilíada e Odisseia. Eu nunca as li na íntegra. Talvez esse seja o momento.

      Excluir

コメントをありがとう! Obrigada pelo comentário!